Registro

Custo da Mercadoria Vendida (CMV): como calcular?

|

Visto que alguns dos segredos para se obter sucesso nos negócios é uma organização constante, cálculos diários e possíveis mudanças de estratégias e hábitos, faz-se necessário saber o custo da mercadoria vendida (CMV) de cada produto com que trabalha.

Mas afinal, como se faz esse cálculo? Vem então que a gente te explica agora como fazê-lo e entenda, de vez, como ele pode te ajudar a melhorar como gestor.

O QUE É O CMV?

O CMV é o somatório de todas as despesas empregadas em um produto até sua venda, ou seja, a soma de todo o trabalho e recursos investidos nele desde sua chegada até sua saída.

Nesse cálculo entram os valores referentes ao armazenamento, a produção ou a compra da mercadoria para que ocorra a revenda. Com o resultado, podem ser encontrados alguns exageros ou desperdícios, possibilitando reverter um cenário negativo. 

É interessante fazer o cálculo do CMV periodicamente para identificar quais os produtos mais rentáveis e quais geram mais despesas. Dessa forma, facilita a avaliação, por exemplo, de se investimento na armazenagem de um produto se paga no futuro ou se pode gerar prejuízos.

CÁLCULO DO CMV

Para calcular o CMV de modo eficiente e correto, é necessário conhecer seu modelo de negócio, entendendo quais os valores que serão considerados para entrar no cálculo. Cada tipo de negócio leva em conta fatores próprios.

A fórmula para o cálculo torna-se mais simples ao conhecer bem aquilo que ocorre dentro da empresa, mas em termos gerais é a seguinte:

CMV = EI + C – EF

Considerando o valor das siglas:

EI = Estoque InicialC = Compras EF =  Estoque Final

Logo, o Custo de Mercadoria Vendida é seu Estoque Inicial (os produtos que a empresa tem ao final do período anterior) somado às compras realizadas no período atual e, por fim, subtrai-se o Estoque Final (os produtos que sobram na última contagem de estoque desse mesmo período).

Entretanto, é válido ressaltar que se a empresa registrou devoluções, deverá somar as devoluções de compras (DC), que são as mercadorias com que seus clientes não quiseram ficar, e subtrair as devoluções de vendas (DV), que são os itens que deixaram o estoque porque foram devolvidos ao fornecedor pela empresa. Nesse caso, a fórmula fica assim:

CMV = EI + C + DC – DV – EF.

EXEMPLO

Um pequeno empresário tem um estoque e deseja saber qual o valor de CMV durante o período de janeiro a dezembro de 2019. Então ele deve levantar os seguintes valores:

  • EI: R$ 50.000,00 (iniciou o período com esse valor de estoque).
  • C: R$ 100.000,00 (durante o período apresentado, ele adquiriu esse valor ao estoque).
  • EF: R$ 20.000,00 (ao fim do período seu estoque apresentava esse valor).

Com esses valores em mãos, basta realizar a soma seguida da subtração:

Custo de Mercadorias Vendidas = 50.000 + 100.000 – 20.000.

Nesse caso, o CMV é de R$ 130.000,00.

Obtendo esse valor, o empresário, conforme a realidade do negócio, se seus produtos estavam com custo baixo ou não até se tornarem vendas.

O QUE NÃO DEVE SER USADO NO CÁLCULO DO CMV?

Apesar de parecer que todo o custo entra no cálculo do CMV, é importante lembrar que não se deve considerar aquilo que é referente ao cotidiano do negócio, como valores administrativos, despesas com vendas, operacionais e impostos sobre o faturamento.

São exemplos de fatores que não entram para o cálculo do CMV:

  • fretes
  • juros sobre empréstimos
  • comissões de venda
  • compromissos fixos (energia, aluguel, internet etc.)

VANTAGENS DE CALCULAR O CMV

Agora que já foi explicado o que é o CMV e também o seu cálculo, é necessário compreender a importância de identificar esse valor e tê-lo em mente diariamente.

Segue, então, algumas das várias vantagens:

  • Calcular o CMV permite conhecer o valor do seu lucro bruto. Ao utilizar essa ferramenta, pode ser indicado um custo elevado em determinada mercadoria, o qual pode ser reduzido e, portanto, aumentar a lucratividade.
  • Caso haja uma mercadoria há muito tempo em estoque e queira fazer uma promoção atrativa para seus clientes, o cálculo de CMV vai informar quanto de desconto é possível oferecer nesse produto sem que haja prejuízo para a empresa.
  • Saber calcular o CMV é vantajoso para ter um controle mais assertivo sobre o lucro obtido pela empresa.
  • Entender se a empresa tem feito boas compras também pode ser analisado através desse processo. Assim é possível melhorar o planejamento de compras, buscar preços mais competitivos e adquirir uma quantidade de produtos de acordo com a demanda.
  • A organização do estoque também é impactada pelo CMV. Processos de organização, como o PEPS (Primeiro que Entra Primeiro que Sai), ajudam a ter menos problemas de estoque, evitando perdas e melhorando o lucro. Para alcançar bons valores de CMV é necessário manter um bom controle de armazenagem.

Por fim, percebe-se que realizar o cálculo do CMV é somente um dos muitos meios de manter um controle maior sobre o negócio. Afinal, um conhecimento aprofundado dos valores que circulam é o que permite tomadas de decisões mais estratégicas e que podem mudar completamente o rumo da organização. Por isso, mantenha-se atualizado e buscando sempre os melhores métodos de avaliação para sua empresa (:


Autor: Andrezza Espíndola, mestranda em Administração e Controladoria pela Universidade Federal do Ceará



Leia também

 Receita com vendas: como contabilizar? Receita com vendas: como contabilizar?

24. 06. 2020, Andrezza Espíndola, mestranda em Administração e Controladoria pela Universidade Federal do Ceará Neste artigo serão abordados os principais conceitos dos termos utilizados nas operações com vendas, bem como exemplos de contabilização das receitas com vendas.... continue lendo


 Cálculo de salário líquido Cálculo de salário líquido

08. 05. 2020, Andrezza Espíndola Realize seu cálculo de salário líquido a partir do salário bruto e dos principais descontos do seu salário... continue lendo


 Resumo sobre Consolidação das Demonstrações - NBC TG 36. Resumo sobre Consolidação das Demonstrações - NBC TG 36.

30. 04. 2020, Andrezza Espíndola, mestranda em Administração e Controladoria pela Universidade Federal do Ceará Elaboramos um resumo sobre consolidação das demonstrações, vem conferir! (:... continue lendo


Categoria: Empresarial Financeiro Contabilidade Gerencial

Artigos da categoria: Contabilidade Gerencial

Com tópico 'Custo da Mercadoria Vendida (CMV): como calcular?' relacionado também a este teste

Estoques - CPC 16/NBC TG 16, 6 perguntas Iniciar o quiz »


Comentário




Publicidade ∇


Instagram Contabilizacao facilVem seguir a gente!

Impresso da página: https://www.contabilizacaofacil.com/artigo.php?t=Custo-da-Mercadoria-Vendida-CMV-como-calcular-&idc=48

QR code